Notícias


Yamasa Domingo, 7 de abril de 2019

"Depois do treinamento na Yamasa, trabalho com mais segurança"

É o que avalia o técnico William Francisco da Silva, da Granja Santa Marta (MG), após passar por treinamento em fevereiro, na fábrica em Rinópolis (SP).

William: mais segurança com a máquina

O profissional de manutenção William Francisco da Silva esteve em treinamento na fábrica da Yamasa em fevereiro. Ele trabalha na Granja Santa Marta, em Itanhandú, no Sul de Minas Gerais, e esteve em Rinópolis (SP), onde fica a sede da Yamasa, aprimorando-se na manutenção preventiva e corretiva de uma máquina de grande porte, com capacidade para classificar 300 caixas por hora.

William disse que é sempre bom estar na fábrica da Yamasa, local que ele visita pela segunda vez. Na primeira, quando trabalhava em outra granja, pôde aprender o funcionamento de uma máquina de pequeno porte. Em fevereiro, William recebeu instruções e aprendeu sobre novas tecnologias. “A máquina é muito boa e agora tem várias inovações; pude entender mais profundamente seus detalhes e suas várias etapas no trabalho da classificação. Com o que aprendi pude estabelecer normas para todo o pessoal que trabalha com a máquina Yamasa na Santa Marta”, analisa.

Segundo William, o equipamento está funcionando muito bem na granja; está “tinindo”, como se diz popularmente em Minas. “Hoje eu trabalho com a classificadora com muita segurança, sabendo cem por cento o que estou fazendo”, garante o técnico, que faz questão de agradecer à equipe que o atendeu na fábrica da Yamasa. “Todo mundo é muito atencioso e ensina muito bem”, elogiou, agradecendo a possibilidade de novos conhecimentos.

O Sul de Minas é uma região que concentra importantes granjas e tem alto percentual de produção de ovos, por isso, o investimento em equipamentos e em especialização é muito importante para as granjas se destacarem em qualidade no mercado.