Notícias


Yamasa Domingo, 26 de novembro de 2017

Yamasa investe em ampliação, moderniza e reestrutura sua fábrica

Com mais de 15.000 m2 de área construída, a empresa ergue novos galpões para atender à demanda crescente do mercado avícola nacional e internacional.

Fábrica ganha investimentos em estrutura

Tão notável quanto a evolução da Yamasa é a capacidade de reestruturação e crescimento de seu parque fabril. Nos últimos quatro anos, a empresa tem investido forte na ampliação de sua planta, procurando atender à alta demanda por máquinas exigida pela avicultura moderna, tanto no Brasil quanto no exterior.

Os primeiros galpões da fábrica, construídos na década de 1970, hoje ganham a companhia de vários outros espaços ocupados, cada um, por um sem-número de máquinas fabricadas por uma equipe cada dia mais coesa e focada na produção das centenas de equipamentos destinados à avicultura de postura e à avicultura de corte.

São mais de 15.000 m2 de construção localizados em ampla área no município de Rinópolis, no Oeste Paulista. Ali, a Yamasa tem feito sua história em parceria com a avicultura brasileira e, desde o início da década de 2000, também ao lado do setor no mercado internacional.

Há pelo menos quatro anos, a empresa vem investindo na reestruturação de seus processos de fabricação e ampliando sua capacidade de produção. Essa “reengenharia” possibilitou à Yamasa rever conceitos e métodos para ganhar ainda maior produtividade, alcançando níveis mais elevados de qualidade do produto. O processo deu certo e, como seria de se esperar, suscitou novos espaços para a organização, tornando o parque fabril ainda maior e segmentado. Setores como o de ovos férteis, por exemplo, ganharam novos espaços, atendendo à crescente demanda exigida por matrizeiros e incubatórios que adquirem as máquinas YHD com o selo da Yamasa.

Movida pela alta demanda das granjas de postura, que estão investindo fortemente na automatização de suas salas de processamento de ovos, a Yamasa ampliou sua capacidade de atendimento para o segmento, produzindo hoje cerca de 72 classificadoras de ovos ao ano.

Planejamento e foco. Com essas premissas, o presidente da Yamasa, Nelson Yamasaki, avaliou, no final de 2016, ser possível projetar crescimento e mais conquistas para o ano de 2017. E foi justamente com esses critérios em pauta que a empresa deu continuidade ao projeto de reorganização estrutural de sua fábrica, ampliando espaços e estruturando processos de produção.

O que se vê é uma nova Yamasa disposta a construir mais 50 anos de história alicerçada pela filosofia de oferecer soluções duráveis para a avicultura industrial.