Notícias


Yamasa Quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

“Só se constroem perspectivas com planejamento e muito trabalho”

Nelson Yamasaki diz que é preciso estar sempre atento ao mercado, oferecendo projetos adequados ao cliente e atenção ao planejamento.

Fábrica da Yamasa: planejamento e organização na busca por evolução no mercado

Dois mil e dezesseis vai se encerrando com, pelo menos, uma certeza: não há como conquistar nada sólido sem muito trabalho. Essa tem sido, inclusive, a marca da trajetória da Yamasa ao longo de seus 51 anos de vida, e que não mudou em pleno ano de uma crise sem precedentes na história do Brasil. O presidente da Yamasa, Nelson Yamasaki, concorda: “Além do trabalho firme e constante ao longo dos últimos anos, podemos ressaltar a nossa capacidade de planejamento, com firmes estratégias para alcançar objetivos concretos. Isso tem nos ajudado nas conquistas recentes, tanto no mercado interno quanto no cenário internacional.”
Yamasaki vê 2016 como um ano de dificuldades em vista de um mercado retraído economicamente mas desafiador ao propor criatividade e estratégias diferenciadas para atender o cliente. “E, às vezes, diferenciar-se é oferecer exatamente o que o cliente precisa, de forma adequada a sua realidade. Tem sido assim que a Yamasa vem consolidando seu trabalho no mercado brasileiro e, nos últimos anos, também em outros países do mundo”, destaca Yamasaki.
Estar bem situado no mercado, segundo ele, significa respeitar a confiança dada pelo cliente, mantendo a qualidade no fornecimento dos produtos e oferecendo boa assistência técnica.


PLANEJAMENTO E FOCO

Nelson Yamasaki: mantendo a conexão com o cliente

Em 2016, especialmente, o presidente da Yamasa acredita que foi possível avançar porque houve planejamento e foco da equipe nos vários mercados. “Nos preparamos em anos anteriores, com medidas de organização interna e atendimento ágil; além disso, mantivemos o foco em nossa vocação, que é gerar soluções para a indústria avícola, sucesso do nosso trabalho tanto no setor de postura quanto no setor de corte.”
Para Yamasaki, 2017 pode, sim, ser um ano positivo, até mesmo contrariando as perspectivas nacionais, que não são boas para a economia brasileira. Segundo ele, é preciso continuar investindo no que a empresa tem de melhor, que é o atendimento de vendas e de manutenção técnica, alicerçado, especialmente, pelo programa de treinamento na fábrica, mantido com sucesso ao longo dos últimos quatro anos. “Ideias como o Programa de Treinamento nos mantêm conectados às necessidades dos clientes, abrindo oportunidades para um atendimento prático, que agiliza o dia a dia das granjas e contribui para o bom relacionamento com os nossos clientes”, salienta Yamasaki.
Faz parte desse conceito, ainda, o investimento constante na característica da Yamasa de oferecer produtos robustos, de manutenção simples e com grande durabilidade, “sempre atendendo às especificidades de cada granja, de cada cliente, falando a linguagem de cada mercado”, diz, otimista, o empresário. “No mais - arremata - é trabalhar muito, pois nenhuma perspectiva se concretiza sem o planejamento e o trabalho. É nisso que acreditamos em 2016, em 2017 e nos anos que virão.”