Notícias


Yamasa Segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Embaladora de ovos de codorna da Yamasa é instalada em granja espanhola

Exclusividade da Yamasa, a EOC-18.24 já está em pleno funcionamento na AGAS, uma das importantes produtoras de ovos da Espanha.

EOC-18.24: exclusiva tecnologia da Yamasa instalada na granja espanhola AGAS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A exclusiva tecnologia da Yamasa para o setor de coturnicultura mais uma vez ultrapassa fronteiras e chega à Espanha, onde a empresa brasileira já tem clientes nesse setor. Dessa vez, a Yamasa atendeu a Granja AGAS S.A., na cidade de Motilla del Palancar, em Cuenca, onde instalou uma embaladora de ovos de codorna Yamasa EOC-18.24, equipamento desenvolvido para embalar ovos de codorna com precisão e agilidade.

Quem acompanhou a instalação do equipamento na empresa europeia foi a gerente de marketing da Yamasa, Elisabeth Yamasaki. Para ela, o equipamento brasileiro auxiliará no dinâmico setor de embalagem de ovos de codorna da granja espanhola. “Pelo dinamismo da AGAS, temos certeza de que nosso equipamento já está sendo um parceiro valioso”, avalia Elisabeth, que já entregou outros equipamentos do gênero na Europa, em anos anteriores.

Assim como a Yamasa, a AGAS também é uma empresa familiar, com mais de 50 anos de atuação no setor avícola, que se pauta pela tradição e pelo atendimento de qualidade aos mercados espanhol e internacional. “Nossa missão é oferecer produtos frescos de alta qualidade a nossos consumidores, fruto da experiência e dedicação da nossa família. Acreditamos que a solidez da nossa empresa se reflita na qualidade dos nossos produtos e na evolução do nosso trabalho”, analisam os diretores da empresa, no site da AGAS.

E para que obtenham excelência em todas as linhas do segmento avícola, os empresários da AGAS investem em tecnologia na produção e classificação dos ovos para acompanhar o manejo dedicado das galinhas e codornas. Contam com estrutura própria para a maioria dos processos, da fábrica de ração (com capacidade para produzir 12.000 kg/hora), à cria e recria, aves alojadas em galpões de alta tecnologia, climatizados, e manejo sanitário atendendo a todos os requisitos oficiais de sanidade preconizados pela União Europeia.

Possuem área própria de classificação e embalagem de ovos, hoje, estimados em mais de 400 mil unidades diárias na avicultura de postura e distribuindo aproximadamente 180.000 ovos de codorna ao mês. Os ovos produzidos pela AGAS são distribuídos na Espanha e em diversos países do mundo.

 

A área dedicada ao setor de codornas na AGAS é totalmente climatizada e automatizada e suas atividades obedecem aos requisitos de manejo e sanidade preconizados pelas leis de bem-estar animal europeias, estabelecidas a partir de 2012. “Assim, o equipamento Yamasa criado especialmente para a coturnilcultura chega para somar positivamente aos resultados otimistas da AGAS”, analisa Elisabeth Yamasaki, satisfeita com mais esse cliente de destaque atendido pela empresa brasileira no continente europeu.

Também como a Yamasa, a atual geração de administradores da AGAS - a terceira desde sua fundação, na década de 1960 - segue à risca o legado deixado pelos pioneiros, equipando-se com a melhor tecnologia disponível no mundo. 

Mercado europeu: uma conquista sempre presente 

Presente em dezenas de granjas brasileiras, a Yamasa EOC-18.24 vem conquistando espaço em granjas internacionais, localizadas em países da América, Europa e Ásia. Desde 2011, quando obteve a patente internacional do equipamento, a Yamasa não para de investir no aperfeiçoamento da tecnologia que vem conquistando o setor em franco crescimento.

Na Europa e na Ásia, o equipamento está presente em granjas localizadas na Espanha, na França, Rússia e Turquia, países em que a codorna tem grande espaço no mercado e público consumidor exponencial. Nos Estados Unidos, diversas embaladoras Yamasa equipam granjas de codornas, e nos países latinoamericanos, a EOC-18.24 também tem tido crescimento expressivo.

A embaladora da Yamasa nasceu de uma reivindicação de clientes que já possuíam máquinas da marca para a classificação de ovos de postura comercial. Alguns deles se uniram para apoiar a equipe Yamasa no desafio de montar uma embaladora de ovos de codornas, algo inédito no Brasil e no mundo. Desafio aceito, em cerca de dois anos de estudos e experimentos, a equipe Yamasa chegou à EOC-18.24.

A equipe buscava um equipamento tão funcional e eficiente quanto às demais embaladoras do catálago da empresa. Nelson Yamasaki e sua família logo intuíram o sucesso que se tornaria aquele novo investimento e, diante da procura de granjas da Europa e crescentes consultas de coturnicultores da América Latina, se dedicaram a aprimorar o projeto que se tornou reconhecido no Brasil e no mercado internacional.