Notícias


Yamasa Quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Radil Alimentos e Avícola Kakaraka fazem treinamento na Yamasa

Clientes importantes da Yamasa, o Grupo Radil é um dos grandes produtores de Minas Gerais, e a Avícola Kakaraka é uma tradicional granja da Colômbia.

Renan, da Radil Alimentos: treinamento importante

Um dos grandes produtores de proteína animal de Minas Gerais e cliente da Yamasa, a Radil Alimentos enviou dois de seus funcionários para treinamento na fábrica em Rinópolis (SP). Foi em janeiro, por uma semana, que o encarregado de produção Renan Antônio Ribeiro Correia e o auxiliar de manutenção Tiago Gomes da Silva estiveram no Oeste Paulista, sede da Yamasa, para a jornada de aprendizado.

Renan e Tiago são da unidade de produção de ovos da Radil em Divinópolis (MG), onde está localizada a moderna máquina Yamasa CHSL 72.000. O equipamento tem capacidade para processar 200 caixas/hora e pode chegar a 300 caixas/hora, caso o cliente decida aumentar o número de embaladoras. O equipamento conta com alimentador de bandejas automático articulado (pré-loader) e embaladoras C-3.0.

O encarregado de produção não poupa elogios à equipe Yamasa. “Fomos muito bem recebidos por todos. Os responsáveis por nosso treinamento foram muito didáticos, oferecendo informações bastante esclarecedoras. Posso dizer que tivemos um aproveitamento 100 por cento”. Renan Correia e Tiago Silva já tiveram a oportunidade de provar na prática esse aproveitamento, pois já fizeram ajustes do dia a dia na máquina Yamasa instalada em Divinópolis, inclusive trocando peças da classificadora, com sucesso. “O treinamento foi muito importante”, assinala.

DA COLÔMBIA PARA RINÓPOLIS

John, da Avícola Kakaraka: excelente aprendizado

Em março foi a vez da equipe Yamasa recepcionar um visitante internacional para uma jornada intensa de treinamento. Trata-se do colombiano John Alexander Osorio Arcila, chefe de manutenção da Avícola Kakaraka, tradicional granja de produção de ovos da cidade de Rio Negro, na região de Medellín, na Colômbia. John passou uma semana recebendo treinamento para aprender o funcionamento e a forma de ajustes da nova máquina da granja, uma CHSL com oito embaladoras C-3.0. O equipamento adquirido pela Avícola Kakaraka tem capacidade para classificar 90 mil ovos por hora.

John Alexander está há 10 anos na empresa colombiana e, por seis anos, trabalhou com outra classificadora Yamasa, um modelo CHS com capacidade para 30.600 ovos por hora, com embaladora EOB 2.0. Ao visitar a Yamasa no Brasil para o treinamento, ele já conhecia a eficiência da marca, mas ficou impressionado com a evolução que a Yamasa imprimiu à nova geração do equipamento.

“O novo modelo é bem maior, totalmente eletrônico, com maior capacidade e mais completo, porém, é simples para ser operado”, afirmou o chefe de manutenção, referindo-se a uma das principais qualidades dos equipamentos da fábrica brasileira: mesmo com alta tecnologia, conta com funcionamento e manutenção simples e eficientes.

“Agradeço o excelente atendimento que recebi da equipe da empresa, todos muito gentis, me oferecendo esse importante aprendizado”, fez questão de elogiar o técnico colombiano.